31/07/2018 Novas regras para reativação do Plano de Saúde

Conforme publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de 26/07/2018 (clique aqui), a ADASP/MT chama atenção dos associados às novas regras para reativação de associados que tenham sido suspensos em virtude de atrasos no pagamento de fatura do Plano de Saúde.

 

Trata-se da Instrução Normativa 001/2018, editada em caráter de urgência pelo Conselho Deliberativo da associação, e tem por objetivo sanear os altos índices de inadimplência existentes na carteira de beneficiários dos contratos de plano de saúde coletivo por adesão. Nesses contratos a associação assume a responsabilidade de receber dos seus associados e repassar os valores para a operadora de planos de saúde, entretanto, devido ao alto índice de inadimplência o caixa da entidade vem tendo dificuldades em manter a assiduidade de todos os contratos, tendo ocorrido casos de suspensão temporária no atendimento de alguns contratos.

 

A partir de agora, todo associado que for suspenso por inadimplência não poderá mais ser reativado no mesmo contrato de origem, devendo ser migrado para outro contrato cujo plano tenha as mesmas características do anterior, mas que a gestão financeira da carteira de beneficiários seja operada por empresa terceirizada. Na migração serão mantidos os valores de tabela, bem como o aproveitamento das carências já cumpridas, não acarretando nenhuma mudança no plano, tanto para o titular quanto para seus dependentes.

 

Lembrando que o associado que tiver sido suspenso por inadimplência deverá procurar a ADASP/MT no prazo máximo de trinta dias (contados a partir da data da suspensão) para reativação da sua adesão no novo modelo. O não comparecimento na sede da associação dentro desse prazo implicará na perda do direito de reativação do plano e consequentemente perda de todas as carências já cumpridas.

 

Faça download completo do edital publicado no Diário Oficial Clique Aqui !